O que fazer com peças ociosas no estoque

O que fazer com peças ociosas no estoque

Boa parte dos empreendedores já passou, ou ainda passa, por problemas com a gestão do seu estoque, principalmente no que diz respeito às peças ociosas, ou seja, aquelas que já estão paradas há algum tempo e não tem previsão para seu uso.

Peças ociosas representam alguns problemas que impactam no caixa da empresa. Primeiramente porque estoque parado é equivalente a dinheiro parado. Em resumo, imagine que você não tivesse comprado esta quantidade de peças e, com o dinheiro economizado você tivesse feito algum tipo de investimento. Por menos rentável que este fosse, você ainda estaria no lucro, pois as peças ociosas perdem valor ao longo do tempo, é a chamada depreciação.

Além deste problema de desvalorização, o estoque parado demanda um espaço de armazenamento que poderia ser utilizado para outra atividade do negócio. Outro problema é que algumas destas peças ou itens podem se deteriorar com o tempo, seja por serem perecíveis, seja por ação do tempo ou até mesmo mal armazenamento.

Porém podemos traduzir tudo o que foi dito acima em apenas um termo: dor de cabeça. O empreendedor chega a um ponto onde não sabe mais o que fazer com este estoque. Por isso vamos apresentar alguns métodos para resolver ou minimizar este problema.

Identifique o problema

Um dos grandes vilões quando o assunto é estoque ocioso é a falta de informação. Isso porque na maioria das vezes o empreendedor não fica com peças ou itens parados simplesmente porque quer. Pelo contrário, este estoque ocioso vai se formando sem que ele perceba, porque não há algum tipo de controle sobre o que sendo, ou não, utilizado.

Por isso o primeiro passo para resolver este problema é criar o hábito de listar todo o estoque e destacar o que está ocioso por lá. Com certeza ter o auxílio de softwares de automação da gestão facilita este processo. Os sistemas Oficina Integrada e Nuvem Gestor, além do relatório de estoque, também apresentam a listagem das peças ociosas, proporcionando a tomada de ação. Se você não conhece nossos sistemas, clique aqui para ver mais informações.

Oficina Integrada | Sistema de Gestão para Oficina Mecânicas

Ações promocionais

A partir do momento em que você detecta a presença de peças ociosas em seu estoque, você precisa tomar alguma ação para resolver o problema. Existem algumas coisas que podem ser feitas, dependendo do seu ramo de atuação e do tipo de item que estamos tratando, se é uma matéria-prima ou insumo para um serviço que você presta, ou então um produto que você vende ao consumidor final.

De qualquer forma você precisará de uma ação especial para “queimar” este estoque. Uma opção é trabalhar com o preço. Se for um caso de uma matéria-prima ou insumo, você pode oferecer aqueles serviços que utilizam o item por um valor mais baixo, ou até mesmo como cortesia caso seu cliente contrate outro tipo de serviço ou gaste acima de uma quantia em dinheiro no seu estabelecimento. Quando se trata de um produto para a venda, você pode agir de forma semelhante, reduzindo o seu preço ou oferecendo um “pacote” para que seu cliente compre.

Três pontos são primordiais caso você decida por realizar ações como as citadas acima:

  • Crie demanda: faça com que seu cliente perceba que aquele produto ou serviço que você está ofertando por um preço menor, ou como “brinde”, tem valor para ele;
  • Não desvalorize: de forma alguma seu cliente pode ter a impressão de que você está “empurrando” algo que está ocioso em seu estoque. Ele precisa ter a ideia de que está tendo, na verdade, uma vantagem;
  • Cuidado com o preço: não é porque aquele item está parado há muito tempo em seu estoque que você pode praticamente entrega-lo de graça ao seu cliente. Pense sempre no caixa da sua empresa.

Negocie com fornecedores e concorrentes

Outra boa opção para reduzir o tamanho do seu estoque ocioso é negociar com os fornecedores que venderam aqueles itens. Apresente sua situação a eles e veja o que eles podem oferecer. Esta é uma boa opção porque você terá muito menos trabalho do que tentar vende-lo ao seu cliente, ou utilizar em algum serviço.

O que também pode ser muito mais prático é tentar vender seus itens ociosos para concorrentes com os quais você tem boa relação. Em alguns casos este estoque ocioso não existe somente porque seu cliente não paga por este produto ou serviço, mas sim porque você fez uma compra exagerada. Neste caso você pode ter um concorrente necessitando destes itens. Assim ambos saem ganhando, pois você fica livre do estoque ocioso e seu concorrente não precisa passar por uma fase de negociação com um fornecedor, nem esperar pela entrega da transportadora.

Identifique a raiz do problema

Agora que você já está tratando o problema, é o momento de partir para solucionar a causa do mesmo. Com o controle de estoque, e das entradas e saídas do mesmo, você pode verificar onde ocorreu o erro que gerou esta quantidade de peças ociosas e, no futuro, não cometer o mesmo erro.

Lembramos que os sistemas Oficina Integrada e Nuvem Gestor permitem que você faça este controle de qualquer lugar e em qualquer momento do dia, seja por computador, tablet ou smartphone.

Nuvem Gestor | Sistema de Gestão Online

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.