E se o cliente achar caro?

Como sua loja de venda e manutenção de ar-condicionado pode reverter essa situação.

De acordo com a Revista Veja, no ano de 2015, a venda de ar-condicionado cresceu em 112% no Brasil. Com as fortes ondas de calor que aumentam a cada ano, as pessoas têm considerado esse item, cada vez mais, essenciais. Porém, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apenas 5% da população brasileira possui esse equipamento. Ter um ar-condicionado é o sonho da maioria, mas é um produto considerado caro e fora do orçamento.

Mostre o valor
Você precisa fazer o cliente esquecer o valor monetário. Ele precisa pensar no valor que o produto vai agregar a sua casa ou a sua loja. Mostre a ele que conforto e qualidade de vida são coisas imensuráveis, não têm preço.
Lembre-se, você vende um benefício e não um produto.

Entenda a verba
Talvez o cliente não precise de tudo que você orçou, por isso, procure entender as possibilidades. Oferecer marcas diferentes ou ver se uma capacidade inferior pode atende-lo. Se o orçamento e solicitação não baterem, às vezes a melhor solução é reduzir um pouco as expectativas do cliente. Mas é sempre importante lembra-lo que vai receber pelo que pagar.
Alguns softwares de gestão de lojas oferecem a opção de gerar um orçamento. Assim, você envia para seu cliente, tudo on-line, e ele responde se aprova ou não. Ele pode indicar também, se quer algum serviço extra ou retirar algum do orçamento. Após a negociação, você já gera uma ordem de serviço e pode programar mensagens SMS ou e-mails para agendar a instalação ou manutenção diretamente com o seu cliente.

Diga não
Se seu cliente estiver sendo irredutível ou você realmente não puder atendê-lo pelo preço pedido, diga não. É melhor manter um padrão que reduzir a qualidade e comprometer seu serviço ou reputação. Você provavelmente não vai ser arrepender no futuro.

 

 

 

 

software-ar-acondicionado

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.