Qual a diferença entre juros simples e compostos

Juros estão presentes na vida de todo empreendedor, em diversos momentos. Neste cenário, existe uma divisão nas modalidades de juros que pode causar certa confusão no momento do pagamento.

Em determinadas situações utilizam-se os chamados juros simples, já em outras utilizam-se juros compostos. Apesar de simples, esta diferença pode causar uma diferença enorme nas contas.

É extremamente importante conhecer esta diferença, tanto para quem está contraindo uma dívida quanto para quem está cobrando um valor de alguém. Por isso, hoje vamos explicar melhor a diferença entre os juros simples e compostos para que você aplique, ou verifique o pagamento, de forma correta em seu negócio.

Juros simples
Juros compostos

Juros simples

Os juros simples normalmente são uma porcentagem fixa a ser cobrada de um valor inicial, seja ele uma dívida, um investimento, uma compra, etc. O nome “simples” vem justamente da forma como ele é cobrado, pois não há acúmulo de valores.

Imóvel Integrado

Por exemplo, se você contrai um empréstimo de R$10.000,00 com taxa de juros de 5% ao mês para o pagamento em dois anos, esta porcentagem incidirá apenas sobre o valor inicial da dívida.

A cada mês você pagará a vigésima quarta parte de 10 mil (R$416,67) acrescido de 5% deste valor (R$20,83), ou seja, R$437,50. Ao final dos 24 meses você terá pago R$10.500,00.

Perceba que se você fizer a conta sobre o valor inicial, o resultado será o mesmo. Justamente porque a taxa de juros não se acumula. Você verá que com os juros compostos não é bem assim.

Juros compostos

Os juros compostos também são conhecidos informalmente como “juros sobre juros”. Isto já diz muito sobre a forma com que eles incidem sobre os valores de dívidas ou investimentos.

Vamos utilizar os mesmos valores do exemplo anterior, ou seja, um empréstimo de R$10.000,00 a ser pago em dois anos com uma taxa de 5% ao mês, mas desta vez utilizaremos os juros compostos.

Nesta nova situação, o cálculo que realizamos nos juros simples é válido apenas para o primeiro ciclo de pagamento, que neste caso é uma mensalidade. Ela terá o valor de R$437,50. Porém, no mês seguinte os 5% de juros incidirão sobre este novo valor de R$437,50, gerando uma mensalidade de R$459,38. Isto se repetirá ao longo dos 24 meses.

Como você já deve estar imaginando, ao final do período de dois anos o valor da dívida será muito maior do que se fossem aplicados os juros simples. Neste exemplo, você teria pago um valor final de R$18.542,65, ou seja, pagará R$8.542,65 apenas de juros.

Oficina Integrada - Sistema de Gestão Online

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.