A maneira correta para administração de condomínios

A maneira correta para administração de condomínios

As especificações do Código Civil, a Convenção e o Regimento Interno estabelecem as regras de como administrar condomínio, mas só o conhecimento e a experiência do síndico é que podem fazer com que tudo aconteça dentro dos parâmetros necessários para a convivência pacífica e a tranquilidade dentro do condomínio.

Os condôminos, ao eleger um síndico, devem ter isso em mente: colocar no cargo uma pessoa que saiba como administrar condomínio, não só através das leis e regras estabelecidas, mas também dentro dos conceitos de relacionamento pessoal.

A figura do síndico no condomínio

Seja o síndico um condômino eleito pelos moradores em assembleia, seja contratado através de uma administradora, é preciso conhecer bem seu perfil e seu nível de relacionamento com os moradores, com os jovens, pessoas de terceira idade e principalmente crianças, que requerem mais cuidado e atenção.

Não há como administrar o condomínio sem que haja por trás do técnico e especialista em legislação e manutenção de regras, um ser humano. Essa é a condição básica para o condomínio e o síndico deve ser o regulador, o intermediador, o conciliador.

O que o síndico deve fazer no condomínio

Claro que cada condomínio tem suas particularidades e necessidades e, antes de tudo, o síndico precisa saber como administrar o condomínio com a maleabilidade exigida por cada condomínio.

Listamos abaixo algumas recomendações para que o síndico saiba como administrar o condomínio de uma forma eficaz e que atenda a tudo o que é preciso nesse trabalho:

•    Conhecer bem os empregados e saber como orientar suas tarefas, sejam o zelador, o porteiro, o pessoal de limpeza e manutenção. A correta orientação é fundamental para que o serviço seja executado como exigido e a manutenção dos bons empregados depende da maneira como são tratados.

•    Tomar os devidos cuidados com a segurança do condomínio. Todas as pessoas envolvidas na manutenção do condomínio precisam ser orientadas com relação a visitantes e a entregadores, tomando as precauções para haver a máxima segurança dentro dos lares do condomínio.

•    Fazer reuniões com empregados para delegar tarefas ou mesmo para o acompanhamento dos serviços faz com que se sintam integrados ao ambiente. Nessas reuniões, o elogio é uma arma mais eficaz do que uma reprimenda. Isso vai fazer com que se sintam apreciados e valorizados.

•    Acompanhar todos os trabalhos e serviços executados no condomínio é saber se estão sendo feitos da forma predeterminada. Evitar retrabalho, evitar perdas de materiais e de tempo só irá ajudar na redução de custos do condomínio.

•    Realizar reuniões com os condôminos em datas diferentes das assembleias, para atualizá-los com relação aos serviços e obras dentro do condomínio. A participação dos condôminos em tudo o que ocorre sempre vai ajudar nas próximas atividades. E mostrar onde está sendo aplicado o dinheiro de taxas sempre deixa o investidor mais tranquilo.

Podemos ver que é preciso saber como administrar o condomínio também fora da legislação e das regras. A personalidade e o relacionamento do síndico são imprescindíveis para o bom andamento do cotidiano do condomínio.

Por Gentil Meneghim para www.mundomidia.com

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.