Como medir a produtividade da sua empresa

Como medir a produtividade da sua empresa

Já deixamos claro em outras oportunidades no nosso blog a importância de se manter uma produtividade elevada em sua empresa, para garantir que os esforços e os custos envolvidos em seus processos sejam compensados.

Além de transmitir esta informação à sua equipe, é fundamental que você tenha meios para medir, com a maior precisão possível, se sua empresa está sendo realmente produtiva, ou se os números estão sendo mascarados.

Esta segunda opção é extremamente perigosa, pois os reais impactos da falta de produtividade virão acumulados no futuro, podendo causar prejuízos enormes e, talvez, irreparáveis.

No texto de hoje vamos apresentar as melhores formas para que você mensure como está a produtividade da sua empresa, em termos práticos e simples de se entender (e se informar).

Nuvem Gestor | Sistema de Gestão Online

Estabeleça metas

Se você deseja medir a produtividade da sua empresa, primeiro é necessário saber o que você quer atingir, quais resultados você deseja que seus colaboradores entreguem, caso a produtividade dos mesmos esteja de acordo com o esperado.

Então, para que você tenha esta noção é necessário estabelecer metas de desempenho e, assim, definir quais os resultados esperados do trabalho de cada funcionário, ou equipe, da sua empresa.

Tais metas devem estar claras para a equipe. Esta é uma forma, inclusive, de incentivá-los a ter um melhor desempenho, pois eles saberão onde devem chegar. E, a partir do atingimento, ou não, destas metas você será capaz de analisar a produtividade de cada um.

Horas extras

Um bom indicador de que a produtividade da sua equipe não está conforme o desejado é a quantidade de horas extras realizadas por colaborador ou setor.

Além do prejuízo financeiro que estas horas extras podem causar na empresa, elas acabam sendo um sintoma de que há algo de errado no modo de trabalho dos seus colaboradores.

Isto porque, na teoria, todas as tarefas deveriam ser encaixadas na jornada de trabalho estabelecida. A partir do momento em que o colaborador necessita de ainda mais tempo para desempenhar sua função, ou o trabalho está mais “lento”, ou a divisão de tarefas está desajustada, e a jornada de trabalho passa a ser insuficiente.

Ainda neste tema, a análise de horas extras também pode ser feita de modo comparativo. Se um grupo de funcionários desempenha as mesmas funções, mas um ou mais acabam fazendo mais horas extras, este pode ser um momento de analisar o desempenho de cada um individualmente e tomar ações para aumentar a produtividade.

Padronize processos

Fica extremamente complicado realizar qualquer análise de desempenho relacionada à produtividade dos seus colaboradores se os processos da sua empresa não são padronizados e, desta forma, cada colaborador tem uma forma diferente de trabalhar.

Quando você tem um sistema de gestão e armazenamento de dados organizado, e também tem processos bem definidos, é como definir um ponto de largada para o início do trabalho de todos. A partir daí, passa a ser possível comparar os resultados de cada um na empresa.

Agindo desta forma a sua empresa deixará de depender apenas dos seus funcionários, mas agora também dos processos. E estes, quando bem definidos, tornam-se um diferencial. Além disso, fica mais fácil identificar os pontos de melhoria.

Imovel Integrado - Gestão para Imobiliárias e Corretores

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.