Não seja o faz-tudo da sua empresa!

Com certeza você conhece alguém assim (ou até você seja assim!): tudo na sua empresa só funciona, ou dá retorno positivo, se você estiver de olho! Desde a faxina, o atendimento, a venda, ou até mesmo a recepção do cliente, só dá certo se for com essa pessoa. Geralmente ela leva o dito popular “o olho do dono que engorda o gado” em todas as ações dentro da firma. Quando não é o proprietário, o apelido dessa pessoa é “Severino”, o quebra-galho em todas as situações! Se essa pessoa é você, tome muito cuidado, pois os defeitos de microgestão são cruciais e podem comprometer o rendimento da sua empresa!

Nuvem Gestor | Sistema de Gestão Online

DELEGUE AO INVÉS DE CENTRALIZAR!

A microgestão é caracterizada por vários processos empresariais centrados em uma só pessoa. Como se fosse um malabarista, ele lida com diversas variáveis ao mesmo tempo. Ao exercer uma inúmera lista de atividades ao mesmo tempo, o risco de que alguma delas (ou até mesmo todas!) sejam executadas sem foco, é gigantesco! Desempenhando os processos desta forma, o comprometimento do resultado a longo prazo é perceptível e pode ser fatal! Para solucionar tal vício, delegue uma função específica para cada membro da equipe, para que o foco e a excelência sejam norteadores de todos os processos de sua organização. Fazendo desta forma, você conseguirá rastrear nestes processos, tudo o que pode ser corrigido, otimizado e substituído!

DEIXE A INSEGURANÇA DE LADO!

Uma das causas principais da microgestão nas atividades do dia-a-dia é a própria insegurança. Ao ter medo do rendimento de uma atividade desempenhada, sempre levamos para uma pessoa de confiança, para que o risco de erro diminua. Entretanto, com o decorrer do tempo, esse excesso de atividades desgasta os membros da equipe, em um ciclo de desânimo e infelicidade no trabalho. Como uma ferramenta utilizada fora do contexto, as pessoas tem um limite de tolerância. Depois que esse limite é quebrado, não há mais retorno.

NÃO PREJUDIQUE O RELACIONAMENTO ENTRE OS COLABORADORES!

Com o tempo, a microgestão afeta o relacionamento entre todos da empresa. O faz-tudo acaba virando uma “bengala” de todos os processos da organização. A partir do momento que uma atividade só é perfeita se passar pelo “Severino”, a qualidade e a agilidade dos processos fica comprometida. E a desconfiança generalizada pairará por todos os colaboradores. A autonomia deve ser o principal motivador das atividades, sendo a qualidade monitorada pelo gestor, em um processo contínuo de erro, alinhamento e aprendizagem. No fim das contas, ninguém em uma empresa é insubstituível!

Seguindo essas dicas e utilizando nossas plataformas de gestão, sua empresa terá um melhor rendimento, tanto dos processos quanto financeiro. Delegue as funções para equipes específicas e cobre sempre o retorno positivo, com autonomia e treinamento! Tenha boas vendas!

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.