As tendências gastronômicas para 2018

O ano de 2018 já começou, portanto é hora de fazer um comparativo para saber o que deve ser tendência nesse novo ano.  

O novo ano sempre traz tendências que já estavam nascendo no final do ano anterior ou dá continuidade a alguma que foi sucesso. Neste post, você verá tendências que foram sucesso, que podem continuar sendo e coisas novas que devem surgir. Garantimos que essas novidades farão a cabeça (e o estômago!) de muita gente!

Tigelas saudáveis
Em 2016 e até mesmo no princípio de 2017, a tendência era a salada no pote. Agora a novidade são os bowls saudáveis, que nada mais são do que tigelas saudáveis. Você pode montar várias refeições nas tigelas, com grande potencial nutritivo, sem contar que os bowls são bonitos e tem grande apelo visual, se encaixa bem na ideia de “comer com os olhos”.  Vale ressaltar que a opção por uma alimentação saudável não é só uma tendência nova,uma vez que a adoção de hábitos mais saudáveis deve ser uma preocupação constante na vida de todos. Veja alguns exemplos de tendência para a montagem da sua tigela:

buddha bowl: uma tigela colorida e muito nutritiva, a buddha bowl combina verduras, grãos e sementes, finalizada com um molho também nutritivo, como tahine, de limão ou iogurte;

smoothie bowl: como o próprio nome diz, esse bowl é feito com uma vitamina. A base são bananas congeladas, que dão uma consistência mais cremosa, para se comer com colher. Por isso, é uma vitamina na tigela, e não em um copo;

bowl de lanche: é possível também preparar bowls com lanchinhos saudáveis para aproveitar ao longo do dia, nos intervalos das refeições, como um mix de sementes oleaginosas com iogurte, por exemplo.

Viu só!? Além de saudáveis são uma ótima opção para quem utiliza marmitas, e também uma tendência na qual os restaurantes devem estar atentos!

Comida vegana
Você sabe o que é ser vegano? As pessoas veganas não consomem, na medida do possível e praticável, nenhum produto de origem animal ou que tenha sido testado em animais. Assim, a alimentação vegana bane do cardápio, além da carne, ovos, leite e derivados e qualquer outro alimento que tenha origem animal, como o mel. E o veganismo não para de crescer mundo afora. Pesquisas indicam que ele cresce 40% ao ano no Brasil, e estima-se que já são quase 5 milhões de adeptos desse movimento em nosso país.Por investir bastante nos temperos e na diversidade de pratos que se pode fazer com um único ingrediente, a alimentação vegana acaba atraindo também quem não é vegano. Sabores bem marcantes e alimentos bem temperados agradam a qualquer um. Dessa forma, faz-se imprescindível que os restaurantes estejam atentos a esse público, já que, com uma alimentação restrita, eles estão sempre buscando novas opções que possam atendê-los. Geralmente, os restaurantes veganos costumam ter clientes fiéis. Marcas e restaurantes que não têm nenhuma opção vegana em seu cardápio precisam repensar seus modelos de negócio e começar a atender também às necessidades desse nicho.

Lanches saudáveis
Como mencionado anteriormente, a opção por uma alimentação saudável não é, necessariamente, uma novidade ou tendência, já que a busca por uma alimentação saudável deve ser constante. Porém, até pouco tempo atrás, era muito mais difícil encontrar opções de lanchinhos saudáveis nos supermercados, quem queria se alimentar de forma mais saudável precisava fazer seu próprio snack em casa. Já nos dias atuais não faltam opções no mercado para quem não quer fazer seu próprio lanche ou mesmo não tem habilidades culinárias. Chips de frutas desidratadas, caponatas de legumes, tortas integrais e crackers de ervas são algumas das melhores receitas de lanches.

Sendo assim, é importante ter alguma opção de snack saudável disponível no seu estabelecimento. Outra forte tendência, inclusive, tem sido a assinatura de lanches saudáveis para receber em casa.

Bebidas artesanais
Um mercado que se expandiu rapidamente no Brasil, angariando muitos adeptos e mesmo fã, foi o das cervejas artesanais. E, por meio dele, surgiu a produção de outras bebidas artesanais. Hoje em dia, o consumo de bebidas artesanais está até nos destilados e em bebidas sem álcool. Cada vez mais as pessoas procuram alimentos e bebidas mais autênticas e menos artificiais. Afinal, elas possuem muito mais sabor e mais possibilidades de harmonização com a comida. Logo, investir nisso é uma excelente opção para acompanhar o cardápio de pratos do seu restaurante!

Comida imaginária (faux food)
Ao contrário do que parece, a comida imaginária não é a ausência de alimentos. Pelo contrário: são pratos muito inventivos, que parecem ser o que não são. O que conta mesmo nesses casos é a criatividade dos chefes de cozinha, e o tanto que o prato é capaz de surpreender quem vai prová-lo. Esses pratos exploram sabores, texturas e formatos, os cozinheiros de plantão têm preparado pratos que confundem os sentidos de quem os degustam. Eis aqui um exemplo: já pensou, por exemplo, em dar aquela garfada em uma bela feijoada e descobrir que, na verdade, ela é um doce com muito chocolate? Pois essa é mesmo uma tendência em alta, principalmente no caso de pratos que parecem ser principais, mas que são uma sobremesa.

Se você colocar uma seção especial em seu cardápio com esse tipo de sobremesa, vai aguçar muito a curiosidade dos seus clientes!

Saúde do intestino
A gut health é um hábito alimentar que se preocupa com a saúde do intestino. Esse tipo de alimentação tem muito a ver com a importância que o nosso intestino tem ganhado para um bom funcionamento do organismo. Afinal, existe uma preocupação crescente em manter o intestino saudável, preservando a flora intestinal. Nesse contexto, os alimentos probióticos têm tomado conta da dieta alimentar dos brasileiros. Eles contêm organismos vivos, sendo ricos em bactérias que beneficiam a flora intestinal e contribuem para a boa absorção dos nutrientes.

Os iogurtes e o leite fermentado podem, por exemplo, ser usados em vitaminas de diferentes sabores — bebida que também é tendência entre as pessoas mais preocupadas com a qualidade da alimentação. Assim, além de contribuírem para a saúde, os probióticos também auxiliam na perda de peso. E, como a busca pelo peso ideal é uma constante, os alimentos probióticos acabam sendo prioridade na alimentação de muitos brasileiros.

Hambúrgueres artesanais
Já um tempo desde que os hambúrgueres artesanais começaram a fazer sucesso, mas seguem sendo apreciados pela maior parte dos brasileiros. O “artesanal” do nome indica o uso de ingredientes de qualidade e cuidado no preparo. Além disso, essas carnes também costumam ser de cortes especiais, bem suculentas e com sabor marcante — uma clara diferenciação entre os hambúrgueres artesanais daqueles vendidos nos tradicionais fast foods. Sem dúvida, um bom corte, combinado a molhos e queijos igualmente saborosos, pode conquistar a todos.

Não é a toa que as hamburguerias têm desenvolvido os chamados molhos da casa, para dar uma toque a mais e se diferenciar da concorrência! Todos costumam ter receitas difíceis de se descobrir e reproduzir, mas que fazem toda a diferença na carne.

Por outro lado, como dissemos, os especialistas em hambúrgueres não podem esquecer dos veganos e vegetarianos. Por isso, as carnes vegetais também têm ganhado cada vez mais espaço. Elas podem ser preparadas com soja, grão-de-bico, legumes, quinoa, dentre outros — seja como for, o segredo está no tempero. Essas carnes ficam tão saborosas que conquistam até mesmo quem não é vegetariano ou vegano!

Enfim, existem várias outras tendências de consumo gastronômicas que estão aparecendo. E aí, você está pronto para seguir as tendências de gastronomia para 2018? Atualize seu cardápio e surpreenda seus clientes!

software-restaurante-bar-lanchonete

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.