5 motivos para você abrir o seu próprio negócio

O desemprego está em alta no Brasil, mas o empreendedorismo é o setor que mais cresce. Saiba porquê você deve fazer parte desse nicho.

Todo mundo hoje em dia fala sobre empreendedorismo e dos benefícios de ter o próprio negócio. Em vez de se perguntar por quê empreender, que tal por que não? Porque você não precisa de uma faculdade, ou de um sócio, ou de qualquer outra coisa que você pensa ser necessário para ser empreendedor. O dono do próprio negócio é um planejador que enxerga um problema no mercado, propõe uma solução e não mede esforços para desenvolver o seu empreendimento.

Se encaixa nesse perfil? Vamos te dar 5 motivos para você por em prática as suas habilidades.

Você livre
É você quem decide onde morar, quanto tempo se dedicar à empresa. Ou seja, todas as variáveis que a empresa te impõe, você estará livre para escolher. A vantagem é que se algo não funcionar, você pode rapidamente alterar os planos e medir outros resultados. Isso é raro em grandes empresas. O processo é muito demorado, já que, obedece toda uma hierarquia e burocracia vinda. É muito comum as informações ficarem perdidas, devido aos muitos níveis hierárquicos, muitas vezes não chega ao ouvido do mais interessado.

Você escolhe
As microempresas, normalmente possuem uma média de 5 funcionários. Você provavelmente não terá que selecionar muitas pessoas. E caso tenha, escolherá de acordo com o seu critério e o que acredita ser necessário para o seu negócio.

Você faz o que gosta
Esse é o melhor motivo para empreender. Você pode montar o que quiser, no ramo que mais se identificar. Além de estruturar a empresa com os valores e objetivos que você acredita.
Trabalhar com aquilo que você não gosta gera vários tipos de transtornos, como depressão e desmotivação. O esforço que você faz tentando ser bem sucedido em algo que não acredita é algo que vai te degastar e não te fará bem.
Algo que resume bem essa dica é aquela frase de autor desconhecido: “trabalhe naquilo que você gosta, que não precisará trabalhar nenhum dia”.

Você no controle
Em uma empresa própria, você quem decide o que fazer e quando. Você é quem decide qual rumo a empresa deve tomar e quais decisões são mais pertinentes. Como o microempreendimento possui um nível hierárquico menor, o dono está sempre a par do que acontece. Assim, as ações são tomadas de maneira mais rápida. Em uma empresa de grande porte, seria necessário várias reuniões e explicações até chegar num consenso.

Você se relaciona com o ambiente ao redor
Você pode decidir instalar sua empresa em uma cidade pequena, onde os custos geralmente são menores. Nesses casos, o empreendedor acaba se envolvendo com a comunidade ao redor. Clientes, fornecedores, todos fazem parte da sua rede de contato não só a nível empresarial, como pessoal. Isso porque você os encontra nas ruas, supermercados e vários pontos da cidade.
Se você empreender em uma loja, ainda terá na sua rede os vizinhos do seu estabelecimento. Com eles, você pode trocar experiências de comércio.

Lembre-se, você não está sozinho. Hoje em dia na internet é possível encontrar muito apoio para construir a sua empresa. Há algumas ferramentas que fazem praticamente todas as tarefas operacionais por você. Um exemplo são os sistemas de gerenciamento on-line. Com eles é possível controlar o estoque, fluxo de caixa, entrada e saída de recursos, gerenciar o cadastro de clientes, fornecedores e pedidos. Além de emitir orçamentos e ordens de serviço.

Montar um negócio não é uma tarefa fácil, mas com as ferramentas certas, você consegue toda a ajuda que
precisa.

 

 

 

nuvem-gestor

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.