Empresa com Dívidas? Saiba Como Sair Desta Situação Com Tranquilidade

Empresa com Dívidas? Saiba Como Sair Desta Situação Com Tranquilidade

Você já não consegue cumprir com todos os compromissos financeiros do seu negócio? Cobradores estão te perturbando para receber seus pagamentos? TENHA CALMA! Saiba que você não precisa se desesperar com esta situação.

Cada vez mais empresas vem se endividando no país, e isto uma hora ou outra pode acontecer com qualquer negócio. No post de hoje vamos dar algumas dicas para resolver ou minimizar este problema sem dor de cabeça e mantendo a boa imagem da sua empresa.

Organize suas finanças

Esta dica na verdade vale até mesmo como uma precaução para não chegar ao ponto de ter problemas com dívidas. Você precisa ter bem claro o que entra e o que sai de dinheiro em sua empresa, bem especificado por tipo de conta, valor, prazo de pagamento, etc. Essa organização, se já é feita há algum tempo, permite você até mesmo prever algum momento em que passará por dificuldades financeiras e se preparar para isso. Mas obviamente imprevistos podem acontecer e você precisa saber lidar com eles.

Porém, se seu negócio já se encontra com altas dívidas, ainda dá tempo de colocar esta organização das suas finanças em prática. Ao revisar entradas e saídas você poderá ver quais são os principais gastos da empresa, quais são essenciais para o funcionamento da mesma e quais podem ser reduzidos ou cortados. Sobre o faturamento, você Imóvel Integradopode focar naquela atividade, região, ou outra especificidade que faça entrar mais dinheiro em seu caixa.

Softwares como o Imóvel Integrado, o Oficina Integrada e o Nuvem Gestor oferecem soluções para o controle financeiro com sistemas feitos de acordo com cada tipo de negócio, funcionando de forma 100% online. Você pode ver mais sobre cada um deles clicando aqui.

O corte de custos

Como foi dito acima, ao organizar suas finanças você pode verificar a possibilidade de cortar custos. Mas esta tarefa é muito mais delicada do que parece. O mais comum é pensar que os maiores custos devem ser os primeiros a se cortar, para gerar um resultado positivo imediato. Ou então já se pensa no corte de pessoal para enxugar a folha salarial.

Realmente todas estas ações trarão resultado em um curto prazo, mas o corte de custos sem um planejamento prévio minucioso é extremamente perigoso, pois uma ação que é positiva em um curto espaço de tempo pode comprometer o funcionamento do negócio a médio e longo prazo. Assim, se você se livrou de uma dívida agora, muito possivelmente vai adquirir outras mais à frente por não conseguir o mesmo faturamento anterior. E no caso de corte de pessoal, ao realiza-lo de forma impensada a reputação da sua empresa pode ficar manchada e, ao recuperar sua saúde financeira, você pode não conseguir recompor a equipe de trabalho com a mesma qualidade da anterior.

Renove seus processos

Ao se ver em um momento de dívida, você pode aproveitar para estudar muito bem sobre todos os processos da empresa e entender onde você pode ser mais eficiente e economizar recursos gerando o mesmo resultado. Muitas das vezes os negócios se acomodam e seus processos passam a ser menos produtivos, demandando mais gastos (seja financeiro, de tempo, esforço, etc.). A própria análise financeira do primeiro tópico pode te ajudar nesta análise.

Negocie e se relacione bem

Como foi dito no início do texto, a maioria das empresas passa por momentos de dificuldade financeira, onde se vê em meio a várias dívidas. Você pode usar isso ao seu favor negociando com seus fornecedores, clientes e credores.

Normalmente ninguém passa a dever por vontade própria. Já foi verificado em diversas pesquisas que a maioria das pessoas e empresas gostariam de quitar suas dívidas, porém não o fazem por não conseguirem boas condições. Assim, você pode negociar com que está te devendo uma forma de receber este dinheiro, facilitando condições, reduzindo os juros cobrados, entre outras ações. Certamente será melhor receber partes da dívida ao longo do tempo, mesmo que não da forma esperada, do que não receber nada.

O mesmo pensamento vale para quem você está devendo. Proponha soluções de pagamento que não impactem tanto em seu caixa e permita que você continue com crédito na praça. Por exemplo, proponha pagar somente os juros da sua dívida e deixe o pagamento principal para quando seu caixa se recuperar.

Pesquise bem ao se adquirir um crédito no mercado

O mais comum quando um empreendedor vê seu negócio se afundando em dívidas é que ele procure o banco que lhe ofereça o dinheiro da forma mais rápida possível, sem se atentar com as condições de pagamento no futuro. Este é um grande risco pois, ao mesmo tempo que resolve o problema naquele momento cria outro para o futuro, que é o pagamento dos juros extremamente altos.

Assim, pesquise bem no mercado as formas de se conseguir crédito, analise bem todas as condições antes de assinar um contrato. Lembre-se que você está querendo quitar suas dívidas para continuar operando. Se fizer um mal negócio seu problema continuará ao longo do tempo e você pode ter que tomar atitudes mais drásticas na frente, como até mesmo o fechamento do seu empreendimento.

Esperamos que tenham gostado do texto. Caso tenham dúvidas, sugestões ou críticas, fiquem à vontade para nos enviar pelos comentários.

Nuvem Gestor | Sistema de Gestão Online

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.