Aluguel por curta temporada é tendência no Brasil

A concorrência no mercado imobiliário é cada vez maior, não é mesmo? Além da grande oferta de imóveis, aliada aos aplicativos de hospedagem, as casas e apartamentos novos e usados se acumulam nas imobiliárias e com os corretores independentes. Uma das alternativas para sair dessa espiral negativa, têm sido o aluguel de imóveis de curta temporada, com contratos médios de até um ano de duração, para clientela específica.

Como apontado pela INVESTE – SP (Agência Paulista de Promoção de Investimentos), o aluguel de curta temporada cresceu mais de 92% no país, com uma movimentação média de R$ 7,7 bilhões de reais, criando nichos de empresas específicas que exploram esta fatia do mercado. Atendendo estudantes e profissionais oriundos de outros locais, este público tem procurado imóveis mobiliados, que contam com possibilidade de moradia imediata e período limitado de locação, que variam de alguns meses até um ano. Além de mobiliados, estes imóveis possuem pouca metragem total e localidade privilegiada, próximas às zonas centrais e movimentadas das cidades.

Imóvel Integrado

Se você procura uma nova possibilidade no mercado, essa pode ser uma ótima opção para agregar mais clientes a sua carteira. Dependendo da economia de sua localidade (caso conte com empresas ou até mesmo faculdades e universidades), este tipo de contrato tende a ser uma opção viável para fugir de imóveis vazios e sem locatários. Quanto maior a maleabilidade em relação ao que o cliente deseja, maior será o vínculo entre você e a locação! Já faz esse tipo de contrato? Utilize a #eusoumundomidia e mostre para a nossa equipe as fotos destes imóveis! Quem sabe o próximo cliente não se interesse pela sua postagem?! Tenha ótimos contratos!

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.