3 erros comuns na contratação de funcionários

3 erros comuns na contratação de funcionários

A contratação de bons colaboradores é peça fundamental na manutenção dos bons serviços prestados pela sua empresa, em um momento onde você decide renovar ou aumentar a sua equipe.

É difícil continuar com o andamento de processos vitais da empresa quando entram novos funcionários na empresa. Além de uma boa gestão do conhecimento, o processo seletivo é uma etapa que pode ser decisória nesta situação.

Pode parecer algo tranquilo, mas contratar colaboradores requer a atenção para pontos específicos, para que a análise seja bem feita e bons funcionários sejam recrutados. Hoje vamos apresentar quatro erros comuns com relação a estes pontos.

Imovel Integrado - Gestão para Imobiliárias e Corretores

Não conhecer a real necessidade

Alguns acontecimentos na rotina da empresa levam o empreendedor a entender que este é o momento de contratar novos funcionários. Atrasos em determinada atividade ou entrega, por exemplo.

Neste caso, o erro é realizar apenas uma análise superficial do problema e já partir para a o recrutamento e posterior contratação. Ao inserir o novo colaborador na empresa, com o tempo, você perceberá que os resultados ainda não estão como desejados e, ao invés de uma solução, você adquiriu mais uma despesa.

A solução para este erro é analisar a fundo os processos da sua empresa. Tenha em mãos números e indicadores que sejam capazes de apontar a real fonte do seu problema e onde você deve agir para solucionar.

Focar apenas no currículo

Como diz o ditado, “o papel aceita tudo”. Desta forma, empreendedores que focam apenas nas habilidades, experiências e conhecimentos descritos nos currículos podem estar cometendo um grande engano e, então, comprometendo o rendimento de suas empresas.

Você deve utilizar o currículo apenas como um primeiro meio de segmentar os candidatos em potencial para a vaga em questão. Após esta análise prévia, você deve partir para outras formas de analisar se o candidato cumpre os requisitos exigidos para o cargo.

Quando dizemos “requisitos”, aí está uma das causas que levam a empreendedores focarem exclusivamente nos currículos. Procure entender quais características pessoais são importantes para os cargos da sua empresa, como comunicação, senso de urgência, foco no resultado, entre outros pontos que não se consegue medir apenas com um currículo.

Então, além da análise de currículo, inclua no seu recrutamento uma entrevista completa, detalhada e, preferencialmente, pessoal, onde você pode analisar mais características. Em alguns casos também é recomendado inserir os candidatos em potencial em um período de teste, para analisar a adaptação ao setor e aos serviços.

Não se preparar para a entrevista

Como dito anteriormente, a entrevista pode ser um meio muito bom para analisar as características dos candidatos. Assim, não se preparar adequadamente para as mesmas pode tornar esta atividade uma perda de tempo e a contratação ainda ser falha.

Saiba bem o que perguntar durante a entrevista, como perguntar, qual postura assumir, etc. Tudo o que pode otimizar a extração de características implícitas do candidato à vaga. Você também precisa conhecer sobre a atividade cuja a vaga se destina, para conseguir uma comprovação do que está no currículo.

Falando em currículo, estude bem o mesmo para argumentar o candidato sobre pontos relevantes, como experiências anteriores e especializações na área, para confirmar se tudo isso acrescentará algo à sua empresa. Ou, ainda no caso de experiências, se todas elas foram realmente bem-sucedidas.

Oficina Integrada | Sistema de Gestão para Oficina Mecânicas

FAÇA SUA INSCRIÇÃOJunte-se a milhares de empreendedores como você. Faça parte da Lista VIP.